Mineiro barra Yago Dora e está na final do Oi Rio Pro

Com mais uma apresentação impecável, Mineirinho supera a sensação do Oi Rio Pro e garante vaga na final da etapa brasileira. Confira

Os dois brasileiros mais sólidos durante todas as apresentações do Oi Rio Pro disputaram a vaga na grande final da etapa brasileira do Circuito Mundial.

De um lado, o experiente campeão mundial Adriano de Souza, que usou da inteligente escolha de ondas para aplicar suas patadas precisas e eliminar um por um de seus adversários durante a campanha; do outro, o wildcard Yago Dora, que enlouqueceu o público bateria após bateria, com domínio total das rotações de frontside e backside, para eliminar os adversários mais fortes do evento (John John Florence, Gabriel Medina e Mick Fanning) e conquistar o melhor resultado de sua carreira.

Experiência x explosão: deu Mineirinho!

O público estava presente e vibrando com cada onda surfada na praia de Itaúna. Mas as séries estavam inconstantes, e os surfistas tiveram de ser pacientes. O primeiro a conseguir o score foi Mineirinho, que emplacou uma série de boas rasgadas em uma esquerda grande e descolou 7.17 pontos para abrir a disputa. Dora tentava encontrar uma rampa para a decolagem, mas enfrentava dificuldades.

Faltando 15 minutos para o fim da disputa, Mineirinho ainda liderava com 7.17 e 1.70 pontos no somatório (contra 2.00 e 2.27 de Dora), quando uma esquerda grande espumada entrou e se levantou lisa para ele no inside: Mineirinho não perdoou e arrancou 9.57 pontos dos juízes – com um floater longo no outside e duas rasgadas potentes no inside – para colocar a sensação do Oi Rio Pro em combinação a 12 minutos do fim.

Experiente e com a prioridade, Mineirinho tratou de segurar a vitória até o final deixando Yago em busca das rampas no inside para sair da combinação. Em uma das tentativas, Dora achou uma esquerda de pé, emplacou uma série de rasgadas para sair da combinação com 8.00 pontos. Mas logo na de trás, Mineiro voltou a mostrar as sólidas patadas de backside para a esquerda e melhorou sua situação: 8.40 pontos, deixando Dora atrás de 9.97 pontos para virar a 2 minutos do fim.

A 30 segundos do fim, os dois surfistas se abraçaram para selar uma disputa histórica no Oi Rio Pro. Adriano de Souza enfrenta o vencedor da bateria entre Adrian Buchan e Matt Wilkinson na grande final.

Posts Relacionados