“Sempre tive bons resultados. Ano passado foi a primeira vez que perdi antes do Round 4 nos últimos seis anos”. Leia

No ano passado, Miguel Pupo terminou o tour em 22o lugar, classificando-se na risca entre os vinte e dois primeiros colocados para a temporada 2017 do WT.

A primeira etapa do ano – o Pro Gold Coast – começa em poucos dias, a partir de 14 de março. O surfista de São Sebastião costuma ter bons resultados na Gold Coast; já venceu o local Mick Fanning em 2012 e conquistou o terceiro lugar em 2015. Confira a entrevista:

EXPECTATIVAS PARA A GOLD

“Sempre tive bons resultados na Gold. No ano passado foi a primeira vez que eu perdi antes do Round 4 nos últimos seis anos. Então, tô bem confiante e feliz de retornar para mais uma perna Australiana.

CARACTERÍSTICAS DAS ONDAS

“Basicamente a onda de Snapper é muito fácil de se surfar, então é um evento onde você realmente vê quem trabalhou bem e quem não trabalhou muito bem na pré-temporada. É uma onda perto da areia, na qual os juízes conseguem analisar cada detalhe nas manobras. Pode ser uma onda que vai valorizar muito as qualidades ou expor os defeitos no surf de cada um.

MELHORES MOMENTOS

“Tive vários momentos marcantes na Gold; a terceira colocação no ano de 2015 foi bem legal. Mas acho que foi no meu primeiro evento, em Snapper, 2012, que me marcou mais. Vencer o local do pico, Mick Fanning, no Round 3, foi inesquecível.

Na primeira fase do Pro Gold Coast, Miguel Pupo enfrenta o sul-africano Jordy Smith, e mais um adversário que ainda será anunciado. Confira as demais baterias aqui.

Para terminar, Miguel manda o recado: “Obrigado a todos que me acompanham sempre. Podem ter certeza de que vai ser um ano diferente e que, sem dúvida vou estar 110% para conseguir o melhor resultado e dar um bom show para vocês. Grande Abraço!”.

Fonte: HB

Posts Relacionados