O US Open Huntington Beach, etapa QS 10.000 da WSL, já está em curso em Huntington Beach, Califórnia – no masculino, definindo o Round 3; no feminino, as quartas de final.

Durante a décima oitava bateria do Round 2, o potiguar Jadson André encontrou um tubo no píer, somou 8,33, e passou a frente dos adversários com 14,50 pontos – contra 11,23 de Tomas Hermes, 10,67 de Nathan Yeomans, e 8,90 do havaiano Wyat McHale.

 

Foi um tubasso, seguido pela passagem sob o píer e a finalização na junção – assista acima. HARDCORE postou a onda no Instagram (abaixo), e alguns dos leitores questionaram a nota, com a revindicação de que ela era digna de mais pontuação. Alguns até clamaram o 10.

 

“Se isso é um 8.33 não sei o que é 10. Acho q se der um aéreo por cima do pier talvez os juízes dêem a nota,” comentou @nandostein.

A título de comparação, assista acima ao 7,67 de Griffin Colapinto, na segunda rodada.

“Se isso não é dez também não sei mais o que é. Colapinto tirou um 7.60 com uma batida e uma finalização,” contestou @r.tavaresf.

Outro leitor, ponderou: “Revejam seus conceitos sobre um nota 10. Não dá para o juízes saírem distribuindo 10 assim como foi em j Bay,” @thewalkinkman_.

E você, leitor, o que acha?

  • Breno Bz

    Esse foi 10 mesmo! Hahaha