Agora é oficial: o brasileiro Ian Gouveia recebeu o convite da WSL para o Circuito Mundial de 2018. O catarinense foi o melhor brasileiro no Pipe Masters: terminou em terceiro lugar e fechou o ano em 23o colocado no ranking do CT, que classifica os primeiros 22 da lista.

Ian acabou utilizando a vaga que seria de Italo Ferreira, caso o potiguar optasse por usar o wildcard por lesão. Só que Italo terminou o circuito mundial em 22o lugar e, portanto, dentro do corte que classifica os surfistas da elite.

O outro wildcard por lesão ficou com Kelly Slater. O 11x campeão mundial sofreu uma lesão no tornozelo sofrida antes mesmo do início da etapa em Jeffrey’s Bay e acabou na 28o posição do ranking.

Agora o Brasil tem 11 surfistas na elite mundial do surf em 2018: Gabriel Medina, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Caio Ibelli e Italo Ferreira pelo ranking do CT; Jessé Mendes, Tomas Hermes, Yago Dora, Willian Cardoso e Michael Rodrigues pelo QS e Ian Gouveia como wildcard.

Vale lembrar, Miguel Pupo e Wiggolly Dantas foram anunciados pela WSL como terceiro e quarto alternates, respectivamente. Mas o australiano Bede Durbidge – segundo alternate – já confirmou a sua aposentadoria. A chance dos brasileiros deve aumentar ainda mais se os australianos Mick Fanning e Joel Parkinson optarem pela aposentadoria (os rumores estão ganhando cada vez mais força).

Acompanhe as atualizações.