No vídeo, um pouco do que foi o The Test: um novo capítulo está sendo escrito na história do surf. Via WSL

 

O brasileiro Gabriel Medina venceu, na última terça-feira (19), o Future Classic, evento feito especialmente para convidados da elite mundial do surf na piscina de Kelly Slater, a piscina de ondas artificiais perfeitas desenvolvida pela Kelly Slater Wave Company.

Medina somou 16,87 pontos na decisão contra Filipe Toledo, que perdeu precisando de 7,77 para vencer o brasileiro campeão mundial de 2014.

Campeões e vices do The Test, o primeiro evento realizado na piscina de ondas de Slater. Da esquerda para direita, Medina, Filipinho, Steph Gilmore e Carissa Moore. Foto: WSL

“Estou amarradão por fazer parte desta história. Este é um dia incrível para o surfe, e estou muito orgulhoso por fazer parte disso”, contou o campeão do evento inédito.

 

“I just walked into the future” – @stephaniegilmore | #TheTest @kswaveco (Swipe ➡️)

A post shared by World Surf League (@wsl) on

“Acabei de entrar no futuro,” resumiu a australiana Stephanie Gilmore (vídeo acima), vice-campeã do The Test, que teve a havaiana Carissa Moore como campeã.

Filipinho, Silvana e Medina – trio brasileiro testou a piscina dos sonhos de Slater. Foto: WSL

NOVO FORMATO EM TESTE

A World Surf League testou novo formato de competição especial para a piscina. Cada surfista tinha direito de surfar quatro ondas, duas direitas e duas esquerdas, não podendo desperdiçar as únicas chances porque todas as notas são somadas. Os que conseguiram as maiores pontuações disputaram a grande final e os primeiros campeões no Kelly Slater Wave Company foram o brasileiro Gabriel Medina e a havaiana Carissa Moore. A decisão do título masculino foi entre brasileiros, com Filipe Toledo em segundo lugar, o norte-americano Kanoa Igarashi em terceiro e o australiano Adrian Buchan em quarto.

“É uma onda que qualquer surfista sonharia ter no seu quintal ou num lugar próximo, então a gente está vivendo um sonho hoje”, disse Gabriel Medina.

Filipe Toledo, finalista do The Test. Foto: WSL


FILIPE TOLEDO: “UMA ONDA FORA DE SÉRIE”

What?! 😯 @filipetoledo #TheTest

A post shared by Kelly Slater Wave Co. (@kswaveco) on

“É perfeito. É aquela onda que sonhamos, que desenhamos no papel. Aquela que você sonha em poder surfar, botar um tubo por 20 segundos, sair e manobrar, manobrar e, em seguida, mandar uma finalização. É fora de série”, falou o vice-campeão.

Gabriel Medina. Foto: WSL

“Gostei desse formato, assistir o Filipe de fora na final te deixa bem nervoso, e estar lá dentro te coloca muita pressão. Enfim, é tudo novo, ainda vão descobrir o melhor formato para esse tipo de competição. Mas hoje é um dia para ser lembrado para sempre,” conta Medina.

RENATO HICKEL: “UM DIA HISTÓRICO NO SURF MUNDIAL”

O lugar impressionou inclusive os dirigentes da World Surf League, como o Deputy Commissioner do CT, Renato Hickel, que também teve a chance de surfar na Kelly Slater Wave Company no dia anterior e divulgou um vídeo nas redes sociais para tentar explicar o que nem conseguia escrever.

“É um dia histórico no surfe mundial e na minha vida também. Eu tive a honra de surfar a primeira onda do dia, que é a melhor disparado e não dá para explicar o que que é isso aqui. Eu vou publicar uma série de vídeos depois, mas não vão fazer juz ao que é estar ali ao vivo. É muito perto e tem que estar lá para ver e sentir. É impressionante, surreal.”

Kelly Slater, o homem por trás de tudo isso. Foto: WSL

SLATER: “UM SONHO QUE VIROU REALIDADE”

Kelly Slater ficou emocionado e revelou ter sido um dos melhores dias da sua vida. “Isto é um sonho se tornando realidade e não tenho como agradecer a todos vocês por isso,” disse Slater, que trabalhou mais de 10 anos nesse projeto. O dia 19 de setembro foi o dia que as coisas aconteceram, o dia que os melhores surfistas do mundo estavam ali surfando as ondas que ele criou, que os fãs se alinharam na piscina, que os juízes subiram na torre de julgamento e os atletas experimentaram um novo formato de competição.

Acompanhe as atualizações.