Após campanha avassaladora em J-Bay, que teve duas notas 10 e uma série de high scores, o brasileiro Filipe Toledo vence o seu primeiro título do JBay Open. Na final, o local de Ubatuba derrotou o português – e rookie do tour – Frederico Morais, nessa quinta-feira (20), na África do Sul.

Foi um confronto disputado, em que Filipinho venceu com 9,17 e 8,83 – totalizando 18 pontos, contra 8,33 e 9,40 (17,73 pontos).

Rumo final, Filipinho desbancou o sul-africano Jordy Smith, na terceira bateria das quartas; depois venceu o australiano Julian Wilson nas semis.

Na final, Filipe largou na frente com 9,17 e viu Frederico diminuir a diferença com 8,33. Na sequência, Filipinho arrancou 8,33 e deixou o português precisando de 9,17 para a virada.

A 15 minutos do término, Frederico encontrou a sua melhor onda da bateria – 9,40 – ao que o brasileiro respondeu com outro high score 8,83, para se manter a frente do português. Com a prioridade, o brasileiro administrou os minutos finais de tensão, e comemora sua primeira vitória na etapa.

Com a conquista, Filipinho salta para a sétima colocação no ranking do circuito mundial.

Gabriel Medina fica com o terceiro lugar em J-Bay. Foto: WSL

GABRIEL MEDINA EM TERCEIRO

Outro brasileiro que brilho na sexta etapa do tour foi Gabriel Medina.

Gabriel perdeu para o rookie e finalista no evento Frederico Morais na semifinal. O português surfou apenas quatro ondas na bateria, só que escolheu as melhores e administrou a prioridade no final, para vencer com 9,27 e 8,10 – contra 6,93 e 7,77 de Medina, que chegou a ficar em “combo” na disputa.

Vale lembrar, é a terceira vez que Medina e Frederico se enfrentam na elite mundial e o português nunca perdeu. A primeira, foi em Peniche, Portugal, e a segunda, na terceira fase de Bells Beach, Austrália.

FILIPE TOLEDO x JULIAN WILSON PELA SEMIFINAL

Na outra semifinal, Filipe Toledo manteve o ritmo contra o australiano Julian Wilson.

O brasileiro seguiu com os ataques ao lip para somar duas notas na casa dos oito pontos – 8,17 e 8,33 – para deixar o aussie – que somou 6,33 e 5 – em “combo” até o final do confronto.

Relembre aqui e aqui as notas 10 de Filipinho. 

Mais detalhes nas próximas atualizações.