por Adriano Vasconcellos

Aniversário de 27 anos da HARDCORE, que animal.

A Capa desta edição sai do comum. E aproveito o espaço do Editorial para fazer o mesmo, transcrevendo o papo que tive, por mensagens, com a Luiza Campos e o Stephan Figueiredo – depois de ter sido convidado, por eles, para fazer com que a HARDCORE fosse a parceira de mídia de um lindo projeto: cruzar as Américas, de norte a sul, do Alaska à Patagônia. Foi dessa forma que o casal passou a estampar a cena principal desta revista histórica.

EU:

– Luiza! Stephan! Cada imagem linda que vocês estão postando. Esse visual do Alaska é espetacular, vocês estão ótimos.

Pensei bem, e, dentro de todas as nossas conversas sobre a parceria com a revista e também com o #HCollab, acho que encontrei uma possibilidade ‘fora da caixinha’.

A mensagem é para vocês ouvirem juntos.

A próxima edição da HARDCORE é do aniversário de 27 anos, e eu gostaria de fazer uma Capa com vocês, conceito.

Estou acompanhando todas as investidas nas mídias sociais, e muitas vezes, você, Luiza, tira a blusa e faz topless, sem mostrar, mas transmite a sensação… então, proponho uma capa com vocês ‘nus’, no contexto de “HARDCORE, 27 ANOS LIVRES”. Uma foto de corpo inteiro, alegre, sorridente, natural, integrada à natureza.

Para acompanhar, realizamos uma entrevista ou perfil sobre o projeto, que será feito pelo Steven Allain,  muito amigo do Stephan.

O que acha? Ousado e moderno!

Sobre a participação no site, uma espécie de coluna ou blog, periódico, com breves fragmentos da viagem, contos e diário de bordo.

São ideias para uma edição que será muito especial.

Sei que vocês já passaram por lugares incríveis no extremo Alaska, mas ainda vão passar por muitos e muitos outros. Já começamos a produzir, por isso, temos que ser rápidos.

A Capa vai dar um peso animal para todo o projeto, tanto para o aniversário da HARDCORE como para a viagem. Uma imagem que ligue a história, traduzida na Capa, com uma ideia meio maluca, de vocês nus, que represente a sensação de liberdade, que é o tema da revista. Uma liberdade muito hardcore, que fica simbolizada no que vocês estão fazendo, uma viagem de carro do Alaska à Patagônia.

As suas fotos no Insta, esse movimento que vocês estão fazendo, são animais, estão lançando uma tendência absurda.

Você faz fotos lindas e tenho certeza que fará a melhor foto da vida!

Dá uma alô assim que puder. Beijo, abraço.


LUIZA:

– Oi, Adriano, tudo bem! Estou respirando aqui…

Cara, ficamos superempolgados com a ideia, vamos fazer! Eu estou cem por cento dentro! O Stephan… eu estou falando com ele aqui, e ele está um pouco estranho (risos). Mas eu consigo convencer ele, pode deixar.

É… vamos conversar mais porque estamos no Alaska, e a gente tem que produzir mais fotos de surf, porque, até agora, encontramos poucas sessões surfáveis e com muita neve, com algumas fotos boas do Stephan.

Outra coisa é que estamos indo nos próximos dias para uma ilha já na fronteira com o Canadá, e nem sempre tem internet funcionando. Então, a direção é muito importante pra gente conseguir realizar.

Primeiro, me fale, esteticamente, no que você está pensando, pois nós que vamos fazer. A gente coloca no timer, e vai ser muito engraçado, não precisa envolver outra pessoa nessa situação (risos). Me diga o que você pensa de cenário, pois estamos em um lugar com muita neve e árvore. Diga o que você imagina para o contexto.

Caramba… que bom! Entendi que é muito mais comportamento, uma abordagem totalmente diferente. A HARDCORE é a melhor revista de surf do Brasil, que se permite fazer uma capa dessa, que não seja uma foto de ação de surf. É admirável, é irado, certamente. Vamos chocar!

Estamos indo agora para um lugar, no Canadá, que parece ser lindo, lindo, lindo; uma ilha que se chama Haida Gwaii, um parque nacional, reserva ambiental, que sabemos que tem surf. E o país em si é espetacular.

E, obrigada pelas palavras, porque a gente está aqui na maior missão, e temos que aproveitar tudo ao máximo, cada segundo.

Stephan está mandando um abraço: “Abraço, Adriano! (risos).”

EU: 

– Luiza! Que legal, que legal! Estou amarradão e muito, muito feliz, vamos nessa! Vocês estarão na Capa da “HARDCORE, 27 ANOS”! Parabéns pela coragem. Parabéns!